domingo, 26 de outubro de 2008

Customizando

A palavra customização vem do inglês custom made que significa sob medida. Esta maneira divertida de modificar a roupa de maneira criativa e barata, começou com os hippies. E com isso vieram técnicas de tingimento, como o tie-dye, os famosos e queridíssimo patchworks (desenhos feitos com retalhos), além dos bordados. Os hippies buscavam através dessas técnicas de customização, expressar o desejo de transformar o mundo.



Tie-dye




Existem vários tipos de tie-dye e eles estão com tudo nessa primavera-verão 08/09. E estiveram presentes em alguns desfiles (Koolture, Cantão,...):


Alguns produtos (para ver os preços, clique sobre a imagem):




Patchwork

O patchwork é encantador também! Ele é delicado e é encontrado em diversos objetos. Esses aí em baixo eu amei!!!
O patchwork também passou pela passarela no desfile da Têca:



Essa caixinha foi pintada por mim e foi inspirada no talentoso Romero Britto:



Customização

A customização é outra técnica legal de fazer, pois modifica, recria e torna sua roupa exclusiva. Para quem não gosta de ser igual a todo mundo ou correr o risco (desagradável), de encontrar com alguém com a roupa igual a sua, é uma ótima saída.


Mari Santos (artista e designer de Toronto) mostra como fazer uma customização inusitada em roupas. Veja como ela transforma camisetas grandonas em modelitos bem mais atuais e interessantes.

Com um simples toque podemos fazer grandes mudanças:


Não perca tempo, se jogue nessa moda e ande por aí com peças exclusívas feita por vocês.

Um comentário:

Anne Raysa disse...

Ah, sempre customizo minhasroupas depois que já estão bem usadas. Acho que da um up na peça, de maneira mais individual.